Blog de Jessé Borges


O ENCONTRO DE JESUS COM A RELIGIÃO

que farei para herdar a vida eterna”? (Lucas 18:18-23)

A religião sempre se colocou como intermediadora da relação do ser humano com Deus. Por isso, os religiosos foram os grandes acusadores de Cristo, pois este se fez a eficaz ligação dos homens com Deus. O mistério de tal questão é revelado no fato de que Jesus neutralizou com sua vida, toda prática religiosa visando agradar a Deus. Bons costumes, status quo, conduta moral ilibada, assim como a guarda irrestrita das normas religiosas, perderam sua razão de ser no que diz respeito à aproximação do homem com Deus. Por isso o encontro de Jesus com o jovem rico representa uma cajadada na religiosidade. A religião age como uma agencia de viagens vende seu pacote turístico, dando ao ser humano a fria relação com vantagens futura, rigor ascético presente e sacrifícios pelo passado, visando justificar-se como alguém de Deus. A religião não tem sentimentos, não tem sensibilidade para intermediar uma relação familiar, isto é, entre Deus Pai e seus filhos. Ela é racional e a bondade Cristo muitas vezes a irritou, por exemplo, quando o moço teria sua saúde restaurada (mão ressequida curada), mas a religião dizia que por ser sábado, tal ação não poderia ser efetuada. Desta insana maneira, o jovem religioso tem um só interesse: herdar a vida eterna. Hoje, continuam os vendilhões do templo com o mesmo discurso egoísta e daninho na relação dos homens com Deus e prejudicial a uma sociedade que só pensa em levar vantagens e ganho fácil; “quem quer garantir a vida eterna?”. Não há sal nem luz!

Jesus provou ser infundada a proposta religiosa de vida eterna, ao propor transferir para a eternidade toda sua visão terrena na relação com Deus e o próximo. Ao responder “vai vende tudo que tens e dá-o aos pobres e terás um tesouro nos céus...”, Jesus introduziu na relação da humanidade com Deus um novo princípio: AME O PRÓXIMO ASSIM COMO DEUS AMA! A preocupação divina com os menos favorecidos é revelada em Jesus de Nazaré como a ÚNICA VIA dos homens com Deus, pois Cristo morreu por todos já que para Deus todos são considerados pobres e pecadores incapazes de comprar ou justificar-se diante de Deus.

A religião quando vende, ela cega quanto à necessidade do próximo, pois a grande parceira da religião é o dinheiro como no perfil do jovem religioso: rico, com status e crentão...mas Jesus disse o que ele era verdadeiramente, “tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu” (Apocalipse 3:17).

Vem e segue-me”, ainda ecoa hoje o convite exclusivo de Jesus para todos os que querem um relacionamento com Deus em amor! Amar a Deus e o próximo não é proposta compensadora, mas é a Vontade de Deus.

Jessé Borges

 



 Escrito por jesse borges às 10h15 [] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 





BRASIL, Homem, Portuguese, Livros, Esportes, musicas
MSN - 1









 
 




adoradores em casa
caio fabio
irmãos
irmãos em são gonçalo
biblia on line
no lares
Renê
livros gratuitos
aos seus pés
A BACIA DAS ALMAS
 
 

Dê uma nota para meu blog